Secretário da Administração Desrespeita Servidores Municipais

Em virtude da revogação do reajuste salarial de 3,14%, aconteceu uma reunião onde estavam presentes a SMAP, PGM e seis entidades representantes dos servidores municipais: SISMEC, SISMUC, SISMMAC, SIGMUC, SINFISCO e SINDACS, na tarde dessa quarta-feira, 13/10, nas dependências da Secretaria de Administração.
Com valores já provisionados, os sindicatos entenderam que isso é uma questão política e que o retroativo poderia ser pago em jan/22, inclusive, por conta do reflexo no 13º. Na tentativa de rebater aos servidores, a Adminitração disse que a negociação salarial de out/21 será realizada na segunda quinzena de jan/22, mas que os valores correspondentes de set a dez/21 não poderão ser pagos. Os sindicalistas questionaram o destino desses valores e perguntaram se a negociação referente à recomposição salarial de 2021 poderia ser feita ainda neste ano.


Com a máscara no queixo, contrariando as medidas de segurança em razão da pandemia de covid-19, o Secretário Municipal de Administração e de Gestão de Pessoas, Alexandre Jarschel de Oliveira, partiu em direção dos servidores, passando, e muito, de uma simples divergência de opiniões, para encerrar a reunião. Ressalta-se que o titular da SMAP estava nervoso desde o momento em que entrou no encontro com os servidores.
A presidente do SISMEC, Raquel Padilha, expressou o seu espanto com a situação, “nunca vi tal desrespeito com os servidores, como aconteceu nessa reunião de ontem.

Foi um caso inédito e muito feio”, e completou, “não poderíamos ser tratados desta forma, principalmente neste momento em que somos linha de frente no tratamento e combate à pandemia e tão reconhecidos pela população em nossa importância. Os profissionais merecem uma retratação, respeito e valorização”.
Por isso, sr. prefeito Greca, aguardamos respostas!
Um Secretário Municipal não pode agir desta maneira.
Queremos respeito e mesa de negociação salarial ainda neste ano!
A partir desta sexta-feira, 15/10, ENFERMAGEM
MUNICIPAL EM ESTADO DE GREVE. Paralisações diárias de 40 e 50 minutos em todas as unidades. PARTICIPE!