Nota explicativa: Sismec é o único representante oficial da enfermagem estatutária

Em virtude de acontecimentos recentes, a diretoria do Sindicato dos Servidores Municipais de Enfermagem de Curitiba vem a público para esclarecer definitivamente que o Sismec é o único e legítimo representante dos trabalhadores estatutários da enfermagem municipal da capital paranaense.

Prezando sempre pela verdade e pela transparência, ideais desta diretoria, o Sismec deseja sorte e sucesso às três chapas que disputam a eleição em outra instituição sindical curitibana, mas reafirma que nenhuma delas está habilitada legalmente a representar a enfermagem, tendo alçada somente sobre as categorias que lhes cabem de acordo com o Cadastro Nacional de Entidades Sindicais (Cnes).

​Para dirimir qualquer dúvida, pode ser consultado o Diário Oficial da União de número 247, publicado em 23 de dezembro de 2019, que defere o Sismec como a entidade sindical que “representa a categoria composta por servidores municipais da administração direta da Prefeitura Municipal de Curitiba, concursados como enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem” e exclui a possibilidade de representação pela União Nacional dos Servidores Públicos Civis do Brasil (UNSP) e pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc), com o que corrobora Certidão do Ministério da Economia emitida pela Secretaria do Trabalho.

De acordo com tais documentos, não há como ficar mais claro: apesar de haver vários sindicatos que trabalham pelos servidores municipais de Curitiba, muitas vezes em conjunto, e até de haver profissionais da enfermagem filiados a eles ou compondo suas diretorias, apenas o Sismec tem autorização para representar especificamente a enfermagem!

Em respeito aos seus associados e à enfermagem, fazemos este alerta para que não aceitem falsas informações e nenhum tipo de ataque que possa desvalorizar quem quer que seja.

Reforçamos que quem conhece e acompanha o Sismec sabe que seu único objetivo é lutar por valorização, reconhecimento, proteção e promoção ao profissional de enfermagem, sem nunca visar pretensões políticas nem fazer alianças com este fim.