Sismec se apresenta formalmente e discute pauta importante com a SMS

Na última semana (3), o Sindicato dos Servidores Municipais de Enfermagem de Curitiba (SISMEC), único habilitado a representar a categoria, tratou de uma série de assuntos relevantes com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da capital.

A própria presidente do sindicato, Raquel da Silva Padilha, encabeçou a reunião, que foi iniciada com a entrega da Carta Sindical, expedida no último mês de Dezembro, acompanhada da publicação no Diário Oficial da União. Os documentos apresentados reconhecem a entidade como legítima representante dos servidores de enfermagem da Prefeitura Municipal de Curitiba (auxiliares, técnicos e enfermeiros).

Como o dimensionamento de recursos humanos era um dos principais assuntos para discussão, foi sinalizada a falta de trabalhadores em vários equipamentos, sendo frisada a ausência de profissionais enfermeiros em diversos deles – situação sob a qual o sindicato tem orientado que não sejam realizados procedimentos invasivos.

A pauta, requerida pelo SISMEC, também contemplou segurança nas unidades de saúde e assédio moral, tendo sido acolhida pela secretaria a solicitação de presença da Guarda Municipal para resguardar as equipes.

Na opinião da presidente, o saldo foi positivo. “Fomos reconhecidos, ouvidos e acompanharemos o andamento das questões apresentadas”, afirma. “Esperamos que, daqui em diante, o diálogo com a SMS seja rotineiro e transparente. Só assim poderemos melhorar as condições de trabalho e, consequentemente, a qualidade dos serviços prestados aos cidadãos”, completa Raquel.

O encontro foi encerrado com o compromisso da superintendente executiva da SMS de Curitiba, Beatriz Battistella Nadas, de analisar cada uma das situações apontadas e buscar as correções necessárias.